quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Arroz de bacalhau

Tenho andado adoentada. Nada que não se cure, mas ter aftas desde a boca, língua e garganta é uma coisa muito desagradável. Ando mais molenga e não consigo comer alimentos muito quentes. Mas quem consegue resistir a um arroz de bacalhau? O meu prato depois de esfriar foi completamente devorado e os pratos dos restantes elementos igual. 
Arroz de bacalhau é a típica comida de conforto e o quanto eu adoro fazer essas comidinhas boas cá em casa. É um arroz que fica solto e maravilhoso! 

Somos uns privilegiados por podermos desfrutar destas refeições caseiras e confeccionadas à nossa maneira com os ingredientes que nós escolhemos. As cebolas, os alhos, os pimentos, o louro são todos produtos caseiros o que a meu ver tem sempre os sabores e aromas mais acentuados.

É uma refeição muito rápida de se confeccionar querem ver?

Ingredientes:

- 1 cebola
- 2 dentes de alho
- 1 folha de louro
- Pimento vermelho e verde
- Azeite
- Vinho branco
- Água
- Arroz
- Bacalhau
-Polpa de tomate
- Sal (a gosto)
- Salsa (colocar por cima... Não tinha :-( :-( :-( )

Preparação:

- Numa tacho largo levar a refogar em azeite a cebola picada, o alho picado, os pimentos às tiras (do vermelho só pude pôr um nadinha, porque este é um pimento/malagueta muito picante) e o louro, deixar alourar.

- Juntar o bacalhau lascado e mexer.


- Deitar um pouco de vinho branco e deixar evaporar. Temperar com sal a gosto, juntar um pouco de polpa de tomate e água e deixar cozinhar durante uns quinze minutos.

- Juntar a medida de água e depois de ferver juntar metade dessa medida em arroz. (no meu caso coloco sempre 2,5 de água e 1 de arroz).

- Mexer um pouco e deixar cozinhar até a água evaporar (não toda, para ficar um arroz malandrinho).


video


- Servir!


A foto foi tirada muuuuito depois de o arroz já estar frio, daí não estar com aquele aspecto malandrinho com o molho do arroz

Esta é a minha forma de confeccionar este prato. O meu marido faz igualmente um excelente arroz de bacalhau mas de uma forma ligeiramente diferente. E uma tia que faz este arroz de uma forma fantástica também tem uma outra versão em que faz com bacalhau partido muito miudinho e junta no tacho primeiro o arroz a fritar e só depois a água. 
Como vêem cada versão à sua maneira, o importante é mesmo o sabor!
Espero na próxima vez que fizer este prato já poder desfrutá-lo de uma forma mais descansada e poder comê-lo mais quentinho, como tanto adoro!

9 comentários:

  1. Temos uma cozinha muito rica. E a tradição de fazer tudo em casa é do melhor que pode haver. Faz-me confusão países onde se recorre diariamente ao fast-food. Tudo bem que um hambúrguer ou uma pizza sabem bem mas nada que bata este tipo de comidas caseiras e reconfortantes. Passa lá no blog, já saíram os resultados do Desafio Açoriano, mas ainda haverá mais um vencedor escolhido pelo público, também podes votar na tua receita favorita se quiseres! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, ontem passei lá no teu cantinho e votei numa receita que gostei, mas hoje já fui novamente e tornei a dar o meu contributo! Não sei se terei feito alguma coisa mal ou se se poderá votar as vezes que quiser :-) Mas de qualquer das formas já está :-) Fico à espera de ver o resultado... Sem dúvida que a nossa tradição de confeccionar comida caseira é muito boa, não tem nada a ver com certos países em que o fast food é que é o diário, o normal! Decididamente eu não dava para ter esse tipo de estilo de vida... Beijinhos grandes***

      Eliminar
  2. Ter acesso a todo isso é mesmo uma sorte, a qual eu invejo, confesso! :)
    Adoro arroz de bacalhau, mas só como quando a minha mãe faz, pensava que era um processo bem mais complexo! Fiquei com desejos!! :)
    As rápidas melhoras!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada... Experimenta fazer! Vais ver que te surpreendes com o resultado e com jeitinho fica tão bom como o da mãe :-) Se bem que comidinhas das mães são imbatíveis. Beijinhos***

      Eliminar
  3. Olá Joana, nunca fiz este prato, mas estou a gostar e é para fazer, comida simples e de conforto, e hoje até tivemos direito a vídeo, muito bem. As melhoras das tuas aftas, come iogurte natural, dizem que faz bem. Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana, olha que sorte a vossa conseguir ver o vídeo! Só o consigo visualizar e nem sequer abrir através do tlm, o meu pc velhinho decididamente está a precisar de uma reforma :-) Ainda bem que gostou! Experimente e surpreenda-se. beijinhos***

      Eliminar
  4. Olhar com aftas p/esse arroz de bacalhau, é até maldade né?
    Tomara que se cure logo!
    Teu prato parece tão delicioso...
    Bjsss amiga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Dinha, olhar para qualquer tipo de comida com estas aftas é uma verdadeira maldade... Mas eu como na mesma :-) Sou uma comilona!!! Este prato é mesmo delicioso... Beijinhos, bom fim-de-semana***

      Eliminar
  5. Também tenho andado com dores de garganta e isso, é do tempo. Nada que se compare a aftas! Há pouco tive duas ou três e achei que morria :P Uma vez a minha mãe também teve assim aftas aos montes, não conseguia comer nada. Nunca me aconteceu, deve ser tão chato! As melhoras :/
    Da próxima vez que a minha mãe tiver isso já sei que o melhor é fazer-lhe arroz de bacalhau :)
    Eu também tenho alguma sorte nesse aspeto. Pelo menos pimentos e cebolas caseiros tenho, mas depende da altura :P
    Gosto muito das fotos dos passos, assim dá para ver melhor as coisas :)
    O arroz está com muit bom aspeto na mesma :D Não sou fã desse género de arroz 'fresco' e fiquei convencida ;) Tenho de experimentar.
    Tantas versões! Na minha família não há nenhuma, nunca comi arroz de bacalhau :P
    Espero mesmo que da próximas possas aproveitar! :D

    ResponderEliminar